sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Tipos de Dinossauros


Tiranossauro Rex



O Tiranossauro Rex foi o maior de todos os dinossauros carnívoros e sem dúvida o mais assustador. Media até14m de comprimento e sua altura era equivalente a um prédio de dois andares. Ele foi também um dos últimos dinossauros a desaparecerem da terra.
Foi o maior predador de todos os tempos, uma máquina caçadora, com pernas muito musculosas para poder correr, dentes longos e curvos, capazes de furar com facilidade e mandíbulas enormes, que podiam abrigar um homem inteiro. Quando mordia suas vítimas ele não as largava mais. Seus dentes afiados e serrilhados chegavam a medir 20cm. Quando perdia um dente, logo outro nascia no lugar. Sua cabeça media cerca de 1,20m de comprimento e ele possuía cerca de 20 enormes dentes.


Saichania







O Saichania pertencia ao grupo dos anquilossauros ou dinossauros couraçados. Possuía placas ósseas com espetos que lhe cobriam a cabeça , o pescoço , o dorso e a cauda, como também na parte ventral. As placas ósseas eram porosas e o seu interior era oco, portanto , bastante leves , o que permitia que o animal move-se com uma certa desenvoltura. Sua cauda terminava num grande volume ósseo , todavia era leve e flexível. O Saichania conseguia movimentá-la com rapidez de um lado para outro e a utilizava como uma temível arma de defesa, que poderia derrubar até um Tiranossauro. Viveu há aproximadamente 80 milhões de anos atrás, no deserto de Gobi, na Mongólia.


Gastônia



O Gastônia burgei cujo nome indica seus descobridores, Robert Gaston juntamente com Don Burge, viveu há aproximadamente 125 milhões de anos atrás durante o período Cretáceo nos Estados Unidos e podia atingir 5,5 metros de comprimento, 2 metros de altura e pesar 1 tonelada. Pertencia ao mesmo grupo do anquilossauro . Eles possuíam um arsenal completo de defesa contra os predadores, composto de espinhos gigantescos que poderiam atingir quase um metro de comprimento, restos de sua pele fossilizada demonstraram um complexo sistema de escamas grossas com encaixes precisos, a cabeça ficava sob uma proteção de osso sólido, embora fosse um herbívoro seu poderoso bico córneo era capaz de arrancar membros de pequenos e médios predadores como o Utahraptor , e em toda latetral de seu corpo, até a ponta do rabo, o Gastônia apresentava espigões que se encaixavam como uma tesoura e quando atacado o Gastônia poderia curvar ambos os lados do corpo alternadamente, produzindo um efeito esmagador entre seus espigões laterais que poderia cortar um pequeno predador ao meio e cortar membros de grandes predadores.


Torossauro





O Torossauro cujo nome significa "lagarto touro" foi encontrado pelo famoso paleontólogo Othiniel Charles March, e podia atingir até 8 metros de comprimento, dos quais quase 3 eram só da cabeça, a qual é o maior crânio dentre os animais terrestres conhecidos. O escudo e os chifres eram ótimas armas de defesa contra predadores porém eram também utilizadas em batalhas entre machos na disputa de fêmeas, escudo o qual acredita-se que fosse ornamentado de colorido que serviria para seduzir fêmeas e aterrorizar possíveis adversários. Os músculos do pescoço do Torossauro eram extremamente forte para aquentar o peso da enorme cabeça e juntamente com eles os das patas dianteiras. Os Torossauros viviam em enormes manadas para se defenderem dos grandes predadores de sua época, como por exemplo o Tiranossauro rex, a manada e uniria e formaria um parede de escudos e chifres com os mais fracos (filhotes, velhos e doentes) no interior dela.


Centrossauro






O Centrossauro cujo nome significa "lagarto de ponta afiada", viveu há aproximadamente 65 milhões de anos atrás no final do período Cretáceo, possuía uma cabeça pesada com dois chifres pequenos no topo do crânio e um grande na ponta do nariz, ombros fortes e um rabo pequeno, como a maioria dos Ceratopsídeos, família a qual pertence.


Amazonssauro





O Amazonssauro cujo nome lembra a região onde foi encontrado, a Região Amazônica, viveu há aproximadamente 110milhões de anos atrás, no início do período Cretáceo, na região norte do Brasil. Cerca de 100 fragmentos ósseos foram encontrados às margens do rio Itapecuru, no município de Itapecuru Mirim, no Maranhão. O Amazonssauro pertence a superfamília dos saurópodes chamada Diplodocoidea, media pouco mais de 10 metros de comprimento e 5 metros de altura, chegando a pesar quase 20 toneladas. Em sua época a região era composta por extensas planícies freqüentemente alagadas, fato este verificado por outros fósseis encontrados junto ao Amazonssauros, que incluem até grandes dentes de carnívoros. A descoberta foi realizada por pesquisadores da UFRJ, Ismar de Souza Carvalho e Leonardo dos Santos Ávilla, que juntamente com outros pesquisadores da Universidade Federal do Maranhão continurão realizando pesquisas na área. Os Amazonssauros deveriam viver em pequenos grupos famíliares, compostos de adultos que adavam nas bordas da manada, deixando os menores ao centro para proteção. Seus enormes pescoços os ajudavam na alimentação, pois poderiam permacer parados, apenas movimentando o pescoço conseguindo assim cobrir uma grande área de pastagem, poderiam alcançar facilmente galhos altos de árvores, porém os Diplodóceos possuíam pescoços mais adaptados para comer vegetações rasteiras do que as de topo das árvores.


Titanossauro







O Titanossauro era um dinossauro herbívoro, saurópode, que media cerca de l2 m de comprimento por 6 metros de altura, sendo considerado um dos maiores "dinossauros brasileiros" , reconhecido em diversas regiões do Brasil através de fósseis, dentes e ovos. O Titanossauro viveu a 100 milhões de anos atrás comendo folhas no topo das árvores há aproximadamente 6 metros de altura.



Opisthocoelicaudia






O Opisthocoelicaudia cujo o nome significa " ossos ocos na parte de trás da cauda ", viveu na Mongólia durante o período Cretáceo, era um dinossauro saurópode de porte médio, chegando a 12 metros de comprimento e 6 de altura, que para alcançar as copas das árvores apoiava-se nas pernas de traseiras e usava a cauda como apoio. em fósseis encontrados no deserto de Góbi, na Mongólia, havia marcas de dentes na perna fossilizada e faltava a cabeça do Opisthocoelicaudia, provavelmente algum predador mordeu a perna do Opisthocoelicaudia e esperou ele cair para depois devorá-los e talvez levar a cabeça embora..., ou então um carnívoro o encontrou morto e o comeu, só podemos deduzir algo assim, mas ter certeza do que realmente ocorreu provavelmente nunca teremos.



Anatotitan



O Anatotitan foi um dinossauro do grupo conhecido como dinossauros-bico-de-pato ou hadrossauros. Tinha patas traseiras poderosas e com elas podia aplicar coices, suas patas dianteiras eram mais frágeis e delicadas. Pastava de quatro, mais poderia andar somente em suas patas traseiras, o que faria se fosse necessário correr. Na frente da mandíbula do Anatotitan formou-se um bico largo e longo. Atrás desse bico, haviam baterias de dentes e bochecha fortes. Tinha uma mastigação potente e uma boca com centenas de dentes. Foram achados esqueletos parciais de Anatotitan em riachos de Montana e Dakota do Sul, os paleontólogos sugeriram que o Anatotitan poderia um enorme Edmontossauro, por que foram achados vários fósseis de Edmontossauros próximos aos achados de Anatotitan porém os esqueletos de Edmontossauros eram todos 1 metro menor e pesavam uma tonelada a menos.

4 comentários:

Hellen disse...

um titanousauro é o mais inteligentis de todos os tiranoussaro Rex pq é o mais diferentes dos outros.Também reconhecido como o titanoussarioligsx

Greici disse...

nossa esses tipos de Dinossauros são de mais queria saber mais sobre eles
eu adoro esses tipos de animais antigos...
me amarro neles principalmente no tiranossauro Rex...

natallie chrsitine silva mangueira disse...

jente meu pescoso é tam grande que parece com um pescoço do tiranossauro trex.

gabriel ferreira roberto disse...

qual dos dinossauro é o mais forte o tiranossauro rex ou o espnossauro